terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Hoje

As palavras ameaçaram. Morderam-me os lábios. Respiraram todo o meu respeito. As palavras cansaram-me o tédio. As palavras sorriram-me nos lábios. As palavras acordaram.
Hoje.
Lembrei-me.
Amo-te.

Sem comentários:

Enviar um comentário