sábado, 22 de outubro de 2011

Tédio, Políticos e Lágrimas

Um poema caminha no vácuo,
Um coração aperta uma frase
A psicologia nasce sem Catarse
Gregos, Romanos e Troianos
A abraçarem Políticos.

Apocalíptico saber
Que me tenta conhecer.
César Augusto
A preparar as castanhas para o magusto.

Brindam loucos,
Como se fossem poetas:
Morre Kadhafi, aplaudem os turcos.
Cantam palavras,
Como se fossem humanos:
- O mundo está em crise.

Economia libertina
Que já levou tantos à guilhotina.
Números sem ouro,
Que não cobrem rasgos de louro.
Reserva Federal a emitir notas
As vacas a ficarem loucas,
Os frangos com gripe
Das aves que voam tortas.

É a SIDA,
É o apito de partida.
É a televisão,
É a Candidíase
E a comichão.
É a homeostase.

Vem o Coelho a contar os Passos,
O Paulo a fechar as Portas
Os submarinos a entrar nas docas,
Os cortes feitos aos soluços.
Vem o Sousa, Jerónimo a foder o juízo,
O Francisco a partir a Louça para fazer o jazigo.
Chega o Jardim do João do cu Aberto
E lá entra tudo, entram milhares de euros,
Mas como no coito, tudo o que entra sai.
Do Cu do Alberto João Jardim sai tudo,
O Maremoto vem, e centro comercial cai.
É o Gladiador do cu aberto a segurar o escudo.

O Euro e o dólar,
O Obama e o Kadhafi.
Tinham os dois cheiro de preto,
O melhor é nem chegar perto.
Um está morto,
O outro cheira a esgoto.
Os Unidos dos Estados
Espremem os testículos aos Europeus
Desde as guerras mundiais.
O Estados Unidos fodem tudo:
-Fodem a arte, fodem no cu, fodem com o cu
Fodem o juízo, fodem a paciência.
Fodem a bomba atómica com a Ciência.
Fodem o Japão,
Fodem Hiroshima
Fodem com o cu para cima.
Que se fodam os Estados Unidos,
Que farto de ser fodido por eles já eu estou.
É o Sebastião que fugiu e nunca mais voltou.

Viva! Viva! Viva!
Vivam as putas e os charlatães
Vivam Os Americanos e os Alemães
Vivam os Anteros e os Quintais
Vivam as crianças e os cabrões dos Pais.
Aplaudam os Portugueses
Mercantis e os Portugueses Burqueses.
Batam palmas os Gregos e os Fariseus
Batam, batam, batam que os colhões são meus.

É o Bocage a abrir a boca e em vez de mosca
Entra caralho. É o Camões e a moça tosca
E a puta da alegria. A puta da alegria.
Que no cu também comia.

Vivam os Portugueses! Viva! Viva!
Viva que aqui também sobe o Iva!
Irra! Irra! Que o Passos coelho Espirra
E os Salários crescem em dívida.

Brindemos aos Portugueses,
Aos Alemães, à Europa
E acima de tudo aos Estados Unidos.
Aos Estados Unidos por foderem tudo!
E foderem com tudo!
V-IVA!

Sem comentários:

Enviar um comentário