quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Lapso II.

Não sei estar, quando estou, com alguém. Quero muito, mas o Amor absorve-me.
Tudo se pode pôr em causa, menos a existência do Amor em mim.  [Dói por todos os motivos possíveis e imaginários, porque não faz sentido comportar-me assim, mas é a forma que sei.]

Sem comentários:

Enviar um comentário